MãoFina

Dezembro 07 2009

Um peido existe num sistema monetário, pelo que não é de estranhar que no processo de ser peidado, eu peido tenha roçado numa hemorróida: onde é produzido o dinheiro português?

Durante horas investiguei entre merda e mais merda sem consistência, até à fase em que compreendi: não estava a construir a pergunta correcta. Portugal pertence à União Europeia, não existe dinheiro português, existe o Euro. 

Mesmo assim, este produto continuava sem berço... EUREKA! Produto, dinheiro, sistema monetário, lucro! Seria o dinheiro europeu produzido por empresas privadas? Dois nomes surgiram:

 

"Desde 1852, a empresa alemã Giesecke & Devrient é especializada na fabricação da mais cobiçada das mercadorias: o dinheiro. Atualmente, a G&D imprime cédulas e papel-moeda para mais de 80 países (...)."

http://www.dw-world.de/dw/article/0,,1367331,00.html

"A BRITISH company has won a lucrative German contract to manufacture euro coins after successfully suing Germany's finance ministry over the placing of the order.

Birmingham Mint, a private firm, complained that the Germans had awarded contracts to three subsidiaries of the same company, thereby breaking competition rules. The use of more than one firm is designed to spread the risk of one failing to deliver (...)."

http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/europe/germany/1349546/British-firm-wins-fight-to-produce-euro-coins.html

Fantástico! Sentia a ansiedade a transformar-se numa bufa peidada num local longínquo ao que me encontrava. Fiquei extremamente feliz ao saber que o dinheiro, mais conhecido por "dinheirinho", ente querido e estimado, era parido por empresas privadas que certamente o faziam como gesto altruísta, desinteressadamente por amor às nações, sem que os estados tivessem de gastar uns milhões a pagar um produto que eles próprios poderiam produzir. Contudo, fazia-me um pouco de comichãozita, como quem coça o cu ao cu, era tal facto não ter sido partilhado com a comunidade peidal. Porém, eu estava errado.

Bastou-me pesquisar a primeira empresa em instestinos portugueses, para encontrar um documento do Banco de Portugal onde no ponto 5 do índice se coloca a pergunta: "a quem está atribuída a responsabilidade pela emissão das notas e moedas de euro?". No entanto, fiquei muito confuso com a resposta. Afinal, "a produção das moedas metálicas, em Portugal, é responsabilidade da Imprensa Nacional - Casa da Moeda", uma sociedade anónima com capital exclusivamente público.

Ler documento aqui : http://www.bportugal.pt/pt-PT/PublicacoeseIntervencoes/Banco/CadernosdoBanco/Biblioteca%20de%20Tumbnails/Notas%20e%20Moedas.pdf

"Então e as notas"? Continuei a ler e encontrei no ponto 7 a resposta: "As notas de euro são impressas em diversos países, envolvendo diversos impressores (...)". Em portugal elas são impressas pela Valora Serviços de Apoio à Emissão Monetária S.A., localizada no Carregado, e o único capital público que possuí é aquele que é pago para pagar o produto produzido (informação que não consta no doc. do BP), altruísticamente como é óbvio.

Eu peido ainda confuso contínuo a gritar com uma cenoura no meu horizonte: Urra Euro! Urra!

Fica também este vídeo que demonstra a razão dos que decidiram não participar no meu "Urra". Não se recomenda a pessoas impressionáveis.

 


contra indicações: cócegas e palmadas
mais sobre mim
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO