MãoFina

Janeiro 15 2009
~~~~Num qualquer dia, deparei-me com algumas cassetes tatuadas na minha pele. Aí se instalaram sem que eu me recorde quando as desenhara. Possuíam umas quantas líricas, na sua maioria melancólicas, romanticamente lamexas e vomitavam saudosismos. Insistiam em tocar infinitamente sempre as mesmas melodias, uma chatice!
~~~~Louca e cansada, aprendi a coabitar com as minhas cassetes. Era inevitável, não poderia descarnar a pele, seria muito inestético passear pelas ruas e ruelas da capital em carne viva.
~~~~Pois, parece existir nas cassetes uma qualquer metáfora, talvez exista...existirá?
Ass.: C.
Por MãoFina às 21:05

Janeiro 15 2009
~~~~Saudadinhas? Muitas, muitas? Que mariquice! Caso se tratasse de uma única saudade, ainda tolerava, agora, “saudadinhas”? Causam prisão de ventre. Posto isto, não peço desculpa pela ausência. Consta que as desculpas se devem evitar. Vou então evitar pedir desculpas mesmo sabendo ser necessário, mas reconhecendo este meu inconveniente retiro, chuto um perdão e remato com uma justificação.
~~~~Havia estipulado que antes de findar o ano dois mil e oito, seria a primeira mulher neste e no paralelo universo a contabilizar o número de rotundas existentes em território nacional. Confesso não ter calculado todos os possíveis riscos que correria, pois ao chegar à rotunda número 88800000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000, localizada em Cruz Quebrada, eis que se me esgotam os nervos num esgotamento nervoso e pumba, cama com os ossos e afins. Entretanto, o assistente de direcção da mercearia onde trabalhava, não considerou viável conceder-me a baixa médica tendo optado pelo despedimento com causa justa, contornando a justa causa. Não consegui aceitar o que me acontecera, e ao meu esgotamento nervoso associou-se uma depressão, também ela nervosa. Hoje, recebi o meu primeiro cheque da segurança social, feliz, pensei: “já escrevia um post a anunciar a boa nova aos contribuintes que snifam a nossa inspiração e agradecer o facto de me sustentarem enquanto deprimo 18 dias em Amsterdam”.
 
ASS. C.

contra indicações: cócegas e palmadas
mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
17

18
19
20
21
22
23
24

26
28
29
30
31


links
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO